Aplicativo para aumentar interação em museu é criado na Bahia

O acervo do Museu Nacional de Cultura Afro-Brasileira (Muncab), no Centro Histórico, está prestes a incrementar, junto ao seu acervo, uma tecnologia que aumentará a interatividade do público com as peças e as histórias contadas. Está em desenvolvimento um projeto chamado Quilombo Tech, que dará origem, a partir de novembro, a um aplicativo que será usado na exposição permanente do museu. 

 

Pela primeira vez na Bahia, o público poderá usar seus smartphones ou tablets para interagir com as peças e ver informações complementares ao acervo na tela do aparelho, através de uma tecnologia chamada realidade aumentada (AR). 

 

A realidade aumentada faz o usuário da tecnologia ver determinada imagem de diversos ângulos através da tela e ter informações adicionais. A imagem de uma casa, por exemplo, pode ser vista em 360 graus se o usuário der uma volta sobre si mesmo com o smartphone ou tablet. Assim como podem ser vistos o chão e o céu, se a tela do aparelho estiver posicionada para baixo ou para cima, respectivamente.

 

O projeto Quilombo Tech é uma ideia vencedora do edital da década do Afrodescente, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Sua realização foi possível graças a uma parceria entre o Muncab, Sociedade Amigos da Cultura Afro-Brasileira (Amafro), a produtora Estandarte e Nubas (Núcleo Baiano de Animação e Stop Motion). Em etapa de desenvolvimento de projeto desde o início de julho, a partir de outubro a iniciativa passará para a etapa de desenvolvimento da versão pocket do aplicativo.

 

MUNCAB promove Circuitos Musicais Tambores da Abolição em Maio

01 25MAI2016Transatlantico

Graça Ramos "Um copo D'Água para Navegar"

02 10AGO2016Graca Ramos

MUNCAB Comemora dia da Consciência Negra no TCA

03 08NOV2016Paulinho da Viola